Conecte-se com a gente

Mundo

Com alta nos casos de dengue, governo do DF recolhe cerca de 15 mil pneus para descarte

A capital registrou um aumento de 646,5% no número de casos prováveis da doença

O número de casos prováveis de dengue no Distrito Federal registrou um aumento de 646,5% na Semana Epidemiológica (SE) 03 (31/12/2023 a 20/01/2024) em comparação com o mesmo período de 2023, segundo dados da Secretaria de Saúde da capital. Somente neste ano, foram notificados 17.150 casos suspeitos de dengue. Destes, 16.628 eram prováveis. Dos casos prováveis, 96,6% são residentes no DF.

Em meio a alta registrada de casos da doença, o governo do DF está intensificando ações de combate e prevenção ao mosquito transmissor da doença. Na última terça-feira (23) uma operação recolheu cerca de 15 mil pneus que estavam armazenados de forma irregular em uma empresa no Riacho Fundo II.

Conforme o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), 35 garis do trabalharam durante o dia para remover os pneus do galpão. Foram recolhidos aproximadamente 45 toneladas de pneus. Os itens foram encaminhados para o depósito do SLU para receber a destinação correta. No Distrito Federal, as punições para quem descarta incorretamente resíduos, entre outros itens, podem variar entre notificações e multas, que vão de R$ 2.799 ou até R$ 27.799.

Além da atuação no Riacho Fundo II, outras equipes foram escaladas para operações em Ceilândia para erradicar possíveis pontos de proliferação do mosquito. Em Taguatinga, a operação DF Livre de Carcaças foi retomada. Cerca de 86 áreas foram mapeadas e 20 carcaças de veículos que acumulavam seis focos de dengue foram removidas. Os carros recolhidos foram levados para o depósito do 3º Distrito Rodoviário, do Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER-DF) e para o depósito do Detran, onde os agentes de Vigilância Ambiental aplicam soluções na água parada para realizarem o controle vetorial.

Em nota, a SES-DF informou que todas as regiões que estão apresentando aumento de casos estão “recebendo ações intensificadas nas últimas semanas, com aumento de visitas domiciliares, eliminação de criadouros, aplicação de pastilhas larvicidas nos depósitos em que são encontradas as larvas, aplicação de UBV Costal e UBV pesado (fumacê)”. De acordo com a pasta, nesta quarta-feira (24) o fumacê deve passar pelas regiões de: Planaltina, Arniqueira, Sobradinho II, Taguatinga e Brazlândia.

Além dessas ações a todos os dias, cerca de 700 profissionais dos 15 núcleos de Vigilância Ambiental fazem visitas a imóveis em busca do Aedes aegypti. Segundo a SES-DF, os profissionais atuam na inspeção, verificação e eliminação de possíveis criadouros. São verificados terrenos abandonados, residencias, borracharias, floriculturas e outros espaços considerados de risco para a proliferação.

Dengue no Distrito Federal

Ainda conforme a SES-DF, as regiões administrativas que mais apresentaram casos prováveis de dengue foram: Ceilândia (3.963 casos), seguida das regiões Sol Nascente/Por do Sol (1.110 casos prováveis), Brazlândia (1.045 casos), Samambaia (997 casos prováveis) e Taguatinga (868 casos prováveis). Essas cinco regiões concentraram 49,6% (n= 7.983) dos casos prováveis de dengue do DF.

Com relação aos casos graves da doença, a secretaria informou que foram notificados 329 casos de dengue com sinais de alarme, (2,05% do total de casos prováveis). Até a última segunda-feira (22) foram registrados 18 mortes suspeitas de dengue em residentes da capital. Destas, 15 mortes estão em investigação e 3 foram confirmadas.

Na capital, os serviços de saúde de onze UBS’s estão funcionando em horário ampliado das 7h até 22h para garantir o atendimento dos pacientes com casos de dengue. O infectologista Fernando Chagas orienta que ao detectar qualquer sinal preocupante, é necessário buscar atendimento médico.

“A dengue é uma doença que geralmente se inicia com febre alta, com dor de cabeça, dor também ao redor dos olhos. Também pode apresentar dor articular. Então, nem toda doença febril com dor articular, é necessariamente a chikungunya. Lembrando que até a metade das pessoas pode se apresentar com manchas na pele, que geralmente aparecem depois do segundo ou terceiro dia da doença. E se começar a apresentar dor de barriga e vômitos, precisa ser considerado o risco de forma grave e a pessoa precisa imediatamente buscar uma urgência. Não esquecer que a dengue é uma doença que infelizmente pode matar”, alerta.

Preocupado com o crescimento do número de casos no Distrito Federal, o empresário Felipe Oliveira conta que tem procurado se prevenir contra a dengue. “A gente está redobrando o cuidado aqui em casa. Colocando areia nos vasos de plantas, tirando água da calha, não deixando acumular nenhum entulho, porque realmente tem que ter essa preocupação”.

Como se prevenir?

O Ministério da Saúde recomenda que a população siga com os cuidados para impedir a proliferação do Aedes aegypti, como: não acumular água em lajes ou calhas, evitar o acúmulo de itens como garrafas, pneus em áreas descobertas, colocar areia nos vasos de planta, cobrir caixas d’água e fazer uso de repelentes quando estiver em locais considerados como áreas de infestação.

Continuar Lendo
Anúncio
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

PREVISÃO DO TEMPO: Chuvas isoladas no leste sergipano

A temperatura pode variar entre 22ºC e 34ºC

Nesta quarta-feira (17) o dia começa com muitas nuvens em todo o Sergipe. Chuvas isoladas são esperadas no leste do estado.

Durante a tarde e à noite, a previsão da manhã continua.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para perigo potencial de chuvas fortes e ventos intensos em todo o estado, em cidades como Capela, Estância e Lagarto.

A temperatura mínima fica em torno de 22°C, em Poço Verde — e a máxima prevista é de 34ºC, em Canindé de São Francisco. A umidade relativa do ar varia entre 65% e 100%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.

Fonte: Brasil61

Continuar Lendo

Mundo

PREVISÃO DO TEMPO: quarta-feira (17) com fortes chuvas no Pará

A temperatura pode variar entre 22ºC e 34ºC

Nesta quarta-feira (17), o dia começa com tempo encoberto em todo o Pará. Pancadas de chuva são esperadas no nordeste paraense, Marajó, metropolitana de Belém e microrregião de Óbidos. Nas demais regiões do estado, há possibilidade de chuva.

Durante a tarde e à noite, as chuvas são fortes em todo o estado e em cidades como Alenquer, Almeirim e Belém, são acompanhadas por trovoadas isoladas.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), no decorrer da semana, são esperadas pancadas de chuvas no Pará, com acumulados superiores a 80,0 mm. Essas chuvas podem ser acompanhadas de raios, rajadas de vento e trovoadas, indicando um período de intensa atividade meteorológica na região.

A temperatura mínima fica em torno de 22°C, em Santana do Araguaia, e a máxima prevista é de 34ºC, em Oriximiná. A umidade relativa do ar varia entre 80% e 97%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.

Fonte: Brasil61

Continuar Lendo

Mundo

PREVISÃO DO TEMPO: quarta-feira (17) com pancadas de chuvas no Amapá

A temperatura pode variar entre 23ºC e 34ºC

Nesta quarta-feira (17), o dia começa com muitas nuvens em todo o Amapá. Pancadas de chuva são esperadas nas cidades de Pracuúba, Amapá, Cutias, Tartarugalzinho, Ferreira Gomes, Porto Grande, Mazagão, Vitória do Jari, Macapá e Itaubal.

Durante a tarde e à noite, as fortes chuvas atingem todo o estado.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), ao longo da semana, são esperadas pancadas de chuva no Amapá, com volumes que podem exceder 80,0 mm. Estas chuvas podem ocorrer junto com raios, rajadas de vento e trovoadas, indicando uma semana de condições climáticas intensas na região.

A temperatura mínima fica em torno de 23°C, em Laranjal do Jari, e a máxima prevista é de 34ºC, também em Laranjal do Jari. A umidade relativa do ar varia entre 80% e 98%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.

Fonte: Brasil61

Continuar Lendo

Destaques